Pintar riscas nas suas paredes pode ser a melhor opção, para quem pretende uma decoração simples, distinta e personalizada.

Pintar riscas na parede pode ser a melhor opção para quem quer realizar uma decoração mais simples e menos dispendiosa. A verdade é que a aplicação de texturas é um pouco mais trabalhosa e a aplicação de papel de parede pode nem sempre ser a melhor solução, visto que temos que nos consignar aos modelos existentes no mercado. Neste caso, pintar riscas na parede dá-lhe liberdade para usar a sua criatividade da forma que bem entender, para tornar o seu espaço no local ideal para estar.

Pintar riscas na parede dá-nos a opção de escolher quais as cores que queremos conjugar, a forma como queremos que as nossas riscas sejam desenhadas, seja na vertical, horizontal ou diagonal, a espessura que queremos que cada risca tenha, e ainda onde onde queremos realizar a pintura, visto que esta é um tipo de decoração que se enquadra bem em qualquer espaço. Veja alguns exemplos para inspiração.

 

Apreenda a pintar paredes com riscas

Nunca se esqueça das regras base. As riscas horizontais dão ao espaço a sensação de maior comprimento (ideal para espaços pequenos), enquanto que riscas verticais dão ao espaço a sensação de que o mesmo é mais alto e de ligeira redução do mesmo (ideal para espaços grandes). Quanto às cores, tenha sempre em atenção à quantidade de luz natural de que o espaço dispõem, isto porque as cores demasiado fortes não são as mais indicadas para espaços com pouca luz natural, devendo-se nestes casos optar por cores mais claras e neutras. Para além disso, a nossa sugestão passa por aconselhá-lo a ser cuidadoso e não cair no exagero. Pinto com riscas apenas uma ou duas das paredes da divisão por forma a não tornar a decoração cansativa.

Passo a Passo:

1º – Isole com fita de pintor todas as áreas que não serão pintadas, de modo a prevenir eventuais estragos, e tape o chão para este não se sujar;

2º – Lixe a parede para retirar eventuais falhas e posteriormente limpe bem a mesma com um pano húmido e deixe secar;

3º – Marque as riscas que quer realizar de forma bem precisa. Para isso recorra à ajuda de uma fita métrica, um nível e um lápis. Seja cuidadoso, qualquer desnível irá notar-se depois de pintado;

4º – Coloque a fita de pintor direita seguindo as riscas que previamente delineou. Peça a ajuda de alguém, se puder, de forma a alcançar uma marcação mais eficaz;

5º – Com um pincel, passe com a tinta correspondente aquela risca por cima da fita de pintor com o intuito de se assegurar que a mesma se encontra bem fixa na parede;

6º – Pinte o interior das riscas. Cuidado com a escolha dos pincéis. Se no seu caso quiser elaborar riscas mais finas e mais largas, procure que os pincéis correspondam em largura ao tamanho da risca. Posteriormente siga as indicações dadas pelo fabricante em relação ao tempo de secagem;

7º – Dê uma segunda de mão para um melhor efeito;

8º – Antes que a tinta esteja totalmente seca tire a fita de pintor cuidadosamente, uma vez que se retirar a fita apenas quando a tinta estiver seca pode correr o risco da tinta vir agarrada à fita quando a descolar.

9º – Deixe secar totalmente.

10º – Decore a gosto.

A base de realização da forma de pintar riscas na parede é sempre a mesma, independentemente do tipo de riscas que irá escolher. A ideia é que faça um plano prévio para saber, por exemplo, qual a cor que quer como fundo das suas riscas e pintar a parede antes de as realizar, ou saber na perfeição que tipo de riscas quer realizar e as cores que quer que as mesmas tenham. Depois é só escolher um dia em que esteja inspirado e dar asas à imaginação.

Agora mãos à obra e boas pinturas!

Ideias para mudar a sua casa de banho
A casa onde vivia o ator Vince Vaughn

FEEDBACK